Contribuição Sindical 2018

Prezado Economista, o boleto da Contribuição Sindical 2018 será entregue pelo correio ate o próximo dia 10/02 cujo o vencimento será no dia 28/02/2018. Em caso de duvidas contactar pelo email: atendimento.sindecondf@gmail.com.

Flauzino Antunes Neto
Presidente Sindecon DF

CARTA ABERTA DO SINDECON-DF PARA SAÍDA DA CRISE

criseNós do SINDECON-DF observamos, o claro esforço acadêmico por parte de alguns economistas, em justificar que modelo monetário leva a um crescimento sustentável, mas fica insustentável e inócuo, frente aos resultados obtidos nesses últimos 4 anos. E o atual Governo, fez uma opção de apoiar tal política, mesmo sofrendo os reveses sociais, tanto por parte dos trabalhadores quanto dos empresários nacionais. Beneficiou o setor financeiro, com base no arcabouço teórico econômico de juros altos, controle da base monetária e no superávit primário.
A saída da crise, não pode ser elaborada, preconizada e puxada pelo setor financeiro. Seus planos são por demais conhecidos, é a implantação do Estado Mínimo, que pressupõe a retirada de direitos sociais duramente conquistados com anos de esforço e luta do povo brasileiro: o fim da política de aumento real do salário mínimo, corte de gastos em programas sociais, reforma da Previdência Social e desvinculação dos benefícios previdenciários do salário mínimo, reforma Trabalhista, fim da CLT com a supremacia do negociado sobre o legislado, das privatizações e da partilha do pré-sal, do desmonte da Petrobrás, obtenção de superávits primários crescentes e combate à inflação mediante rígida política monetária com elevada taxa de juros.
Isso não resolve, é recessivo, e nos arrasta para aprofundamento da crise e da total dependência econômica. Paralisando os investimentos, públicos e privados, com a taxa de juros em 14,25% com isso, destinando em 2015 um montante de 502 bilhões de reais do orçamento da união para o setor financeiro, como pretexto de acabar com a inflação, sem conseguir atingir tal intento, pelo contrário, criou desemprego de aproximadamente 10 milhões de trabalhadores e trabalhadoras, e o fechamento de milhares de empresas de norte a sul do país entre 2015/16.
O que foi feito, de fato no Brasil pelo Governo Federal, não é uma tomada decisão acadêmica de escolhas entre modelos econômicos, e sim a escolha de favorecimento político, a um setor da economia, o setor financeiro, em detrimento ao conjunto da sociedade, e sem um projeto amplo de desenvolvimento econômico do país.
Para sairmos dessa ciranda financeira recessiva e ataques a sociedade, é preciso ter clareza nas potencialidades do Brasil, que somos grandes e temos necessidades especificas, não depender totalmente do capital externo para crescer. O Bacen, amplie seu foco de ação também ao desenvolvimento econômico e ao pleno emprego. Com responsabilidade e sensibilidade econômica.

Nós do SINDECON-DF apontamos, para saída da crise, precisamos de ter uma política nacional de desenvolvimento, passando por esses pontos:

1. Precisamos abaixar os juros, reduzindo à média internacional, com isso liberando recursos financeiros à novos investimentos, tanto públicos como privados, para impulsionar a economia.
2. Fortalecer nossa demanda interna, não através de concessões de créditos, mas sim pelo fortalecimento sustentável de renda. Com aumento do emprego e do salário mínimo.
3. Incentivar o aumento da produção de bens e serviços da economia, utilizando políticas de estado para implementação e consolidação do parque industrial nacional.
4. Incrementar as empresas públicas de políticas de inovação e tecnologia, como a Petrobras, puxando a economia nacional para Pesquisa e Desenvolvimento.

Assim, sem elevar a carga de impostos, simplesmente readequando a distribuição orçamentária deixaríamos de destinar bilhões de reais, à uma parcela menos dinâmica da economia que é o setor financeiro, destinando esses recursos nos setores mais estratégicos da economia e buscaríamos no setor produtivo nacional a alternativa de desenvolvimento para vencer a crise instalada no País, aumentando a produção e reduzindo o desemprego!

Brasília, 20 de abril de 2016.

Flauzino Antunes Neto
Presidente do SINDECON-DF

corecon2-logo

logo-fenecon

cgtb-logo

cnpl-logo

 

 

United Kingdom Bookmaker CBETTING claim Coral Bonus from link.